Por que nós temos boas ideias enquanto tomamos banho ?

Existe um lugar em nossa casa que parece ser o berço das boas ideias: o chuveiro, e existe uma explicação para isso

Todos nós temos várias ideias ao longo da vida e ao longo de um mesmo dia. Mas com certeza você já deve ter reparado que existe um lugar que parece ter uma magia, que basta entrar nele e as boas ideias, ou até mesmo aquelas que consideramos geniais, começam a vir. Esse lugar é embaixo do chuveiro.

Parece que é a água do chuveiro cair sobre a cabeça que a pessoa se perde em seus próprios pensamentos dispersos e de repente vem uma ideia brilhante à mente. Às vezes isso pode parecer uma grande coincidência, mas a verdade é que existem estudos em que os participantes mencionaram o chuveiro como um dos lugares onde eles tiveram ideias ótimas e pensaram em soluções para seus problemas.

Então, o que será que faz do chuveiro um lugar tão especial e uma espécie de incubador de boas ideias? Segundo o psicólogo John Kounios, diretor do programa de Ciências Cognitivas e do Cérebro da Universidade Drexel, nos Estados Unidos, para explicar essa “mágica” existem dois fatores.

Sentidos Desligados

O primeiro deles, apontado pelo psicólogo que estuda processos criativos há vários anos, é o que ele chama de restrição sensorial. Isso quer dizer que quando alguém está embaixo do chuveiro, os sentidos da pessoa diminuem um pouco.

Por exemplo, a visão fica limitada por conta da queda de água, ou então porque se está com os olhos fechados. A audição também fica prejudicada porque a água age como um ruído que bloqueia os outros sons. Além deles, o tato também sofre uma baixa porque a água geralmente está em uma temperatura parecida com a do corpo, e isso faz com que a percepção de interior e exterior fique mais confusa.

“O que acontece no momento do banho é que os sentidos, em vez de serem focados para o exterior, estão voltados para o interior. A atenção é direcionada para o interior”, disse Kounios.

Vários estudos mostraram que, um pouco antes de uma pessoa ter uma ideia ou uma revelação, seu córtex visual, que é a área na parte posterior do cérebro, responsável por processar os estímulos que entram pelos olhos, se desliga de forma ligeira.

Isso mostra que, um pouco antes de alguém ter uma epifania, a pessoa se torna menos consciente do seu entorno porque sua atenção está focada em seu interior.

Nesse ponto, o chuveiro acaba se tornando um espaço de isolamento com poucos estímulos ou distrações exteriores. Tudo isso faz com que fique mais fácil a pessoa se concentrar em seus pensamentos.

“Se você está atento a seu redor, não consegue se concentrar em seus próprios pensamentos. Você não pode ver as estrelas quando o sol está brilhando”, pontuou ele.

Relaxar

O segundo fator que associa o chuveiro a boas ideias é o fato de ele ser um lugar relaxante, onde geralmente se tem um momento tranquilo e agradável. Conforme explica Kounios, vários estudos mostraram que esta de bom humor estimula a criatividade.

“Quando está relaxando e de bom humor, você se permite pensar ambiciosamente ou até ter ideias um pouco malucas”, disse ele.

Mas a situação contrária também é verdadeira. Ou seja, se uma pessoa estiver ansiosa, o pensamento pode acabar ficando mais limitado. “Se você está ansioso ou sob pressão, não pode cometer erros. Isso faz você pensar deliberadamente de forma metodológica e mais conservadora”, pontuou.

Portanto, cientificamente você agora sabe o motivo de o chuveiro ser um lugar onde as boas ideias surgem. Então, se quiser ou precisar de uma ideia revolucionária, já sabe para qual lugar da sua casa deve correr.

Fonte: Fatos Desconhecidos

Dê sua opinião:

Voltar para o topo