Auxiliar do 4 de Julho, Paolo Rossi é demitido e expõe crise com diretor: “Você conseguiu me tirar”

Paulo expôs áudio atribuído a Valdenor de Brito, diretor de futebol, que afirma porque pediu sua demissão

O auxiliar técnico do 4 de Julho Paolo Rossi foi demitido do clube e expôs nas redes sociais uma crise interna com o diretor de marketing Valdenor Brito. O ex-integrante da comissão técnica colorada confirmou ter sido desligado da equipe de Piripiri logo após a vitória por 2 a 0 para o Imperatriz, pela 2ª rodada da Série D. Valdenor apontou suposto caso de insubordinação de Rossi, que negou a acusação. O estopim do atrito entre ambos foi a retirada do nome do auxiliar técnico da lista de viagem para o jogo contra o São Paulo, na capital paulista, pela Copa do Brasil. O Colorado não se pronunciou publicamente sobre a saída do funcionário.

Paulo expôs áudio atribuído a Valdenor de Brito, diretor de futebol, que afirma porque pediu sua demissão. Segundo ele, um dos motivos seria de que o treinador Fernando Tonet teria dito que não confiaria do trabalho do auxiliar técnico.


O auxiliar procurou Tonet para comentar sobre o assunto, porém o treinador desmentiu que teria pedido sua demissão.

De acordo com Valdenor Brito, a demissão de Rossi no 4 de Julho foi cogitada, mas evitada desde a passagem de Flávio Araújo no comando do time. À época, segundo o dirigente, existia um consenso sobre a saída do então auxiliar fixo do clube, que foi mantido no cargo.

Demitido, Paolo Rossi deixa o 4 de Julho após quase cinco meses de atividade em 2021 – o time iniciou a temporada no dia 20 de janeiro. Fernando Lopes, auxiliar de Fernando Tonet no Altos, será contratado para assumir o posto.

Fonte: globoesporte.globo.com/pi

Dê sua opinião:

Voltar para o topo