COE determina volta do uso obrigatório de máscara em locais fechados no Piauí

A decisão é motivada pelos recentes aumentos dos casos de covid-19 na capital e no interior do estado.

O Comitê de Operações Emergenciais (COE) da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) deliberou em reunião, na noite desta segunda-feira (13), pela volta do uso obrigatório de máscara em ambientes fechados no Piauí. A decisão é motivada pelos recentes aumentos dos casos de covid-19 na capital e no interior do estado. 

Além do aumento de casos, os membros do COE também apontaram na reunião o aumento da subnotificação, motivada principalmente pelo início da comercialização de autotestes em farmácias da rede privada. 

A Governadora Regina Sousa (PT) já foi comunicada sobre as novas deliberações e deve emitir um decreto nas próximas horas com as novas medidas sanitárias de prevenção à Covid-19. 

“Ontem discutimos essas novas orientações como uma medida de contenção do avanço da Covid-19, que vem apresentando uma alta nos casos em todo o país, e ficou acordado a volta da obrigatoriedade das máscaras em locais fechados, além de outras determinações, que foram decididas na reunião”, disse o secretário estadual de Saúde, Neris Júnior.  

A flexibilização do uso de máscara em ambientes fechados estava em vigor no Piauí desde o dia 12 de abril,  nos municípios com percentual mínimo de 60% da população vacinada com a dose de reforço contra a Covid-19. 

Na reunião de ontem, os membros do COE também emitiram uma recomendação específica para escolas e universidades, que devem reforçar as medidas de isolamento caso haja registro da doença. 

Durante o encontro, também ficou definido o retorno do programa busca ativa, para localizar e isolar novos casos de covid-19, principalmente nos municípios onde houve aumento no número de registros. Os municípios também devem passar a receber uma maior quantidade de testes. 

"A Sesapi já liberou para o município de Teresina mais 30 mil testes, e vamos está enviando às demais cidades. Também estaremos reforçando as ações do Programa Busca Ativa nos municípios e atuando junto as escolas e universidades para que os mesmos realizem o isolamento de profissionais e alunos que estejam contaminados”, pontuou o secretário.  

Fonte: CIDADE VERDE

Dê sua opinião:

Voltar para o topo