Em Piripiri, Polícia Civil cumpre mandado de prisão por tentativa de feminicídio

O mandado foi expedido pela 1º Vara da Comarca de Piripiri-PI devido o suspeito da prática de tentativa de feminicídio

A Polícia Civil de Piripiri-PI, dando continuidade à operação batizada de Captura, deu cumprimento ao mandando de prisão em desfavor do nacional J.R.M, 35 anos, agricultor. O mandado foi expedido pela 1º Vara da Comarca de Piripiri-PI devido o suspeito da prática de tentativa de feminicídio encontrar-se foragido desde o dia do crime.

Entenda o caso.

Há cerca de 03 meses na localidade São Luís, zona rural de Piripiri-PI, o suspeito J.R.M. que morava com sua convivente em uma casa vizinha aos pais da vítima, por conta de uma discussão no contexto de violência doméstica, efetuou um disparo de arma de fogo contra a sua companheira.

Em decorrência do disparo, a vítima foi levada em estado grave para Teresina-PI, pois o disparo atingiu a região da nuca. Logo após o crime J.R.M. fugiu e após várias diligências no dia da tentativa de feminicídio, familiares informaram que o crime só não se consumou por conta de se tratar de uma arma artesanal e que só efetua um disparo por carregamento.

Diante do ocorrido, a Delegada da Mulher Dra. Kamila Martins representou pela prisão preventiva do autor do fato, sendo expedido pela justiça criminal o competente mandado de prisão.

Em seguida, o setor de investigação da 6ª DRPC realizou vários levantamentos na localidade São Luís, descobrindo que o suspeito tinha parentes no bairro Prado, na cidade de Piripiri. Em continuidade às diligências, os investigadores encontraram J.R.M. em um estabelecimento no qual estava prestando serviços gerais.

Em sede de abordagem, os agentes de polícia efetuaram o cumprimento do mandado de prisão e conduziram J.R.M. até a sede do Complexo de Delegacias da Polícia Civil, onde foi imediatamente interrogado sobre os fatos que motivaram sua prisão.

A Polícia Civil reafirma seu compromisso com a investigação, apuração e combate aos crimes praticados no contexto de violência doméstica contra a mulher.

Dê sua opinião:

Voltar para o topo