PM suspeito de tentativa de feminicídio contra ex-companheira é preso em Teresina

De acordo com informações da assessoria de comunicação da Polícia Militar do Piauí (PM-PI), Pedro José foi capturado horas depois do crime

Pedro José de Oliveira, ex-policial aposentado, foi preso na manhã desta quarta-feira (26/01) suspeito de disparar contra a ex-companheira Marilena Pereira da Rocha Oliveira no bairro Mocambinho, zona Norte de Teresina.

De acordo com informações da assessoria de comunicação da Polícia Militar do Piauí (PM-PI), Pedro José foi capturado horas depois do crime, na própria residência. 

Conforme a PM, o acusado foi conduzido à Central de Flagrantes para os procedimentos cabíveis junto a Polícia Judiciária, e logo em seguida será conduzido para o presídio militar, onde permanecerá à disposição da justiça.

BALEADA NA CABEÇA

Marilena Pereira da Rocha Oliveira, 43 anos, sofreu uma tentativa de feminicídio nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (26/01) na região do grande Mocambinho, zona Norte de Teresina. A mulher teria sido atingida com pelo menos três disparos de arma de fogo. Esse é osegundo caso de tentativa de feminicídio em menos de 48 horas em Teresina.

De acordo com informações repassadas pelo guarda municipal Júnior Brito, o suposto acusado do crime seria o ex-companheiro da vítima identificado como Pedro José de Oliveira. O suposto agressor é um ex-policial militar e tentou tirar a vida da ex-mulher.

CONFIRA A NOTA DA PM-PI NA ÍNTEGRA:

A Polícia Militar do Piauí informa que sobre o ocorrido nessa manhã do dia 26 de janeiro, em frente a Lagoa do Mocambinho, onde foi verificado tentativa de feminicídio, em cuja ocorrência figura o envolvimento de um policial militar da reserva remunerada do Piauí, como acusado, que foi preso por uma guarnição da PMPI; que a vítima foi socorrida e se encontra recebendo tratamento médico no HUT; que se trata de crime comum, e o acusado foi conduzido à Central de Flagrantes para os procedimentos cabíveis junto a Polícia Judiciária, e logo em seguida será conduzido para o presídio militar, onde permanecerá à disposição da justiça.

Teresina, 26 de janeiro de 2022.

ELZA Rodrigues Ferreira – Cel PM – Diretora de Comunicação Social da PMPI

Fonte: ASCOM PM/PI

Dê sua opinião:

Voltar para o topo