Governo recua e igrejas poderão abrir com 30% da capacidade no Piauí

A medida se adequa a uma Lei anterior que considera a atividade religiosa essencial

O deputado estadual Coronel Carlos Augusto (PL) anunciou na tarde desta segunda-feira (22) que o governador Wellington Dias (PT) resolveu recuar em relação ao fechamento dos templos religiosos entre o dia 24 de fevereiro e 7 de março, como estava previsto no decreto de restrições para combate a nova onda da Covid-19 no Piauí.

Mais cedo, o deputado estadual Gessivaldo Isaías (Republicanos) já havia avisado que procuraria o governador e o secretário estadual de Saúde, Florentino Neto, para fazer o mesmo pedido.
A Assembleia Legislativa aprovou e o governador sancionou lei que torna as atividades religiosas essenciais no Estado. "As igrejas poderão funcionar com 30% da capacidade", explicou o deputado.

Ele considera que os pastores realizam um trabalho espiritual e até psicólogo no amparo aos fiéis.

Dê sua opinião:

Voltar para o topo