‘Há um convite’, diz Marden Menezes sobre filiação ao Progressistas

Sua possível saída do PSDB para o Progressistas seria definida apenas em abril

Nesta terça-feira (23/11), o deputado estadual Marden Menezes (PSDB), falou à imprensa sobre sua possível saída do PSDB para o Progressistas em uma definição de chapa para as eleições 2022. Segundo o parlamentar, não se trata de sair da sigla, mas apenas para a união de forças políticas em prol de uma oposição forte no ano que vem. “Nós estamos trabalhando para unir as oposições. O PSDB e o Progressistas são aliados. Não se trata da vontade de sair. Nós vamos aguardar a definição da chapa majoritária e a partir daí as lideranças e os pré-candidatos. As forças políticas vão se ajustar e se encaixar após essa definição da chapa majoritária”, argumentou. 

O parlamentar tucano disse ainda que todo pré-candidato precisa de um partido para concorrer nas eleições e que  está trabalhando para construir uma chapa proporcional no PSDB.

“Não só eu, como todo pré-candidato a um cargo proporcional, precisa estar num partido onde haja outros candidatos. Ou seja, dificilmente alguém fica sozinho em um partido. Então, a minha torcida e meu trabalho é para que nós consigamos construir uma chapa proporcional no PSDB. Caso isso não aconteça, eu estarei avaliando, dentro da oposição, o meu posicionamento. Essa é uma questão que só será, vamos dizer assim, resolvida a seu tempo, mais à frente, provavelmente no mês de março ou abril. Até lá são especulações por parte da imprensa”, relatou.

PORTAS ABERTAS NO PROGRESSISTAS

O deputado tucano disse também que possui um diálogo franco com o partido do Ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, e que já existe um convite para se filiar à sigla. 

“Nós temos um diálogo franco e aberto muito próximo com o Progressistas, até porque somos alinhados. Eventualmente, se não houver a formação de uma chapa no PSDB, eu não teria nenhuma dificuldade de dialogar com o Progressistas, como venho dialogando. Quer dizer, há um convite, eu fico feliz de saber que as portas estão abertas, mas nenhuma decisão pode ser tomada agora porque seria precipitação, até porque nós estamos caminhando juntos na construção de uma aliança”, disse.

O parlamentar finalizou dizendo que não descarta a possibilidade de ir para o Progressistas e que tudo vai depender da formação da junção e articulação entre as forças de oposição.

Fonte: Assessoria

Dê sua opinião:

Voltar para o topo