Marden Menezes diz que destino de Sílvio Mendes em 2022 não está definido

"Ele é um excelente nome para governo ou qualquer outro cargo, nada foi definido ainda", disse Marden.

Foto: Lucas Dias/GP1

Os líderes do PSDB estão fazendo um trabalho de reconstrução do partido em todo o Piauí e, sobretudo, em Teresina. O retorno do ex-prefeito da Capital, Sílvio Mendes à sigla, refletiu esse objetivo dos líderes tucanos.

Nos bastidores da política, o ex-gestor tem sido cogitado como alternativa para o cargo de governador em uma composição com o Progressistas, dirigido nacionalmente pelo senador piauiense Ciro Nogueira.

Apesar de Ciro seguir como nome mais provável para concorrer ao Palácio de Karnak pela oposição, há quem afirme que ao final, ele não será candidato e deverá apresentar outra opção para confrontar o secretário de Estado da Fazenda, Rafael Fonteles, que já vem se articulando para buscar a sucessão de seu mentor, o governador Wellington Dias (PT). O chefe do Palácio de Karnak deve renunciar ao cargo para concorrer ao Senado Federal.

O GP1 conversou nesta sexta-feira (11) com o deputado estadual do PSDB, Marden Menezes sobre o destino de Sílvio. Ele ressaltou a força do ex-prefeito, mas afirmou que ainda que não existem definições quanto ao destino político do ex-chefe do Palácio da Cidade.

“O doutor Sílvio é um dos maiores líderes políticos do Piauí. Ele é um excelente nome para qualquer cargo que vier disputar, contudo, nada foi definido ainda. A oposição tem vários nomes como do ex-prefeito Sílvio, do Luciano Nunes, do senador Ciro Nogueira, o meu. O caminho das oposições passa pelo Progressistas e PSDB, com as lideranças do senador Ciro Nogueira e doutor Sílvio. Creio que todas lideranças estão comprometidas com o sentimento de mudança no Piauí e não se negarão a atender a um chamamento para um chapa, independente do cargo, Inclusive o doutor Sílvio.”, explicou Marden.

O deputado estadual tucano ainda explicou que sua meta neste momento, é fortalecer e reforçar a unidade das oposições para o próximo pleito. “Meu objetivo agora é fortalecer a oposição para chegarmos com força no ano que vem”, declarou o parlamentar.

Fonte: GP1

Dê sua opinião:

Voltar para o topo